Município de Anadia

Menu Serviços

Internet Marketing Bruidsfotograaf

Banco Local de Voluntariado de Anadia

Tamanho Letra:

Voluntário

É o indivíduo que de forma livre, desinteressada e responsável se compromete, de acordo com as suas aptidões próprias e no seu tempo livre, a realizar ações de voluntariado no âmbito de uma organização promotora (Lei 71/98 de 3 de Novembro, Artigo 3 – n.º 1).

 

Direitos dos Voluntários:

- Desenvolver um trabalho voluntário de acordo com os seus conhecimentos, experiências e motivações;

- Ter acesso a programas de formação inicial;

- Receber apoio no desempenho do seu trabalho como voluntário (acompanhamento e avaliação técnica);
- Ter ambiente de trabalho voluntário favorável e em condições de higiene e segurança;
- Participação das decisões que dizem respeito ao seu trabalho;
- Ser reconhecido pelo trabalho que desenvolve com acreditação e certificação.

Deveres dos Voluntários:
- Respeitar a vida privada de todos quantos beneficiarem da atividade de voluntariado que realiza;

- Observar as normas que regulam o funcionamento da entidade a que presta colaboração e dos respetivos programas e projetos;

- Garantir a regularidade do exercício do trabalho voluntário de acordo com o programa acordado com a organização promotora;

- Contribuir para o estabelecimento de uma relação fundada no respeito pelo trabalho que cada um compete desenvolver;

- Colaborar com os profissionais da organização promotora, potenciando a sua atuação no âmbito de partilha de informação e em função das orientações técnicas inerentes ao respetivo domínio de actividade.

 

pdf  Voluntariado - Ficha-Inscrição Voluntário

 

Entidades Recetoras de Voluntários

As entidades recetoras de voluntários devem reunir condições para integrar voluntários e coordenar o exercício da sua atividade. Estas podem ser consideradas: Pessoas coletivas de direito público de âmbito nacional, regional ou local; Pessoas coletivas de utilidade pública administrativa; Pessoas coletivas de utilidade pública, incluindo as instituições particulares de solidariedade social (Lei nº. 389/99, 30 de Setembro, art.º 20.º e 21.º).


DIREITOS E DEVERES DAS ENTIDADES RECETORAS DE VOLUNTÁRIOS:

- Designar um responsável para efetuar o enquadramento, acompanhamento e avaliação do voluntário no decurso da atividade a desenvolver;

- Elaborar e estabelecer com o voluntário um programa de voluntariado, subscrito pelas partes, que defina a natureza, duração e periodicidade da atividade voluntária a  desenvolver;

- Garantir a formação específica para os voluntários;

- Assegurar os encargos com a apólice de seguro contratualizado para os voluntários;

 À Entidade Recetora reserva-se o direito de não aceitar o voluntário encaminhado pelo Banco Local de Voluntariado, sempre que considere que o mesmo não se adequa ao projeto a desenvolver, devendo dar conta desta decisão ao BLV.

 

pdf  Voluntariado - Ficha-Inscrição Entidades Recetoras


ENTIDADES RECETORAS DE VOLUNTÁRIOS DE ANADIA

APPACDM de Anadia;
Câmara Municipal de Anadia (Biblioteca Municipal, Atividades Interinstitucionais)
Casa do Povo de Amoreira da Gândara;
Centro Cultural e Recreativo Poutena;
Centro de Apoio Social de Vila Nova de Monsarros;
Centro de Bem Estar Social de Tamengos;
Centro Social de Anadia;
Centro Social Maria Auxiliadora de Mogofores;
Centro Social, Cultural e Recreativo de Avelãs de Cima;
Centro Social, Cultural e Recreativo de Paredes do Bairro;
Centro Social, Recreativo e Cultural de Pedralva;
Fundação Mata do Buçaco
Hospital José Luciano de Castro;
Loja Social de Anadia – Salpicos de Carinho
Misericórdia da Freguesia de Sangalhos;
Santa Casa da Misericórdia de Anadia;
União de Freguesias de Tamengos, Aguim e Óis do Bairro;

 

Regulamento (normas de funcionamento)

 

 pdf Voluntariado Regulamento

 

Legislação

Decreto-Lei n.º 40/89, de 1 de Fevereiro – institui o seguro social voluntário, regime contributivo de caráter facultativo no âmbito da Segurança Social, em que podem ser enquadrados os voluntários. Este seguro foi objeto de adaptação ao voluntariado pelo DL n.º 389/99, de 30 de Setembro.


pdf Voluntariado DL040-1989

Lei n.º 71/98, de 3 de Novembro – bases do enquadramento jurídico do voluntariado.


pdf Voluntariado Lei071-1998

Decreto-Lei n.º 388/99, de 30 de Setembro – regulamenta a Lei n.º 71/98, de 3 de Novembro, que estabeleceu as Bases do enquadramento jurídico do voluntariado.


pdf Voluntariado DL388-1999

Decreto-Lei n.º 176/2005, de 25 de Outubro – altera o art. 4 do Decreto-Lei n.º 389/99, de 30 de Setembro.


pdf Voluntariado DL176-2005

Ligações Úteis


CONSELHO NACIONAL PARA A PROMOÇÃO DO VOLUNTARIADO
http://www.voluntariado.pt/

VOLUNTARIADO JOVEM – IPJ
http://www.voluntariadojovem.pt/

CRUZ VERMELHA PORTUGUESA
http://cruzvermelha.pt/cvp_t/voluntariado/voluntariado.asp

INSTITUTO PORTUGUÊS DA JUVENTUDE
http://www.ipj.pt/

Atendimento / Contactos / Banco Local de Voluntariado

ATENDIMENTO AOS VOLUNTÁRIOS

1ª terça-feira de cada mês.
Horário: das 16h00 às 17h30 (após as 17h30, só com marcação prévia)
Local: Centro Cultural de Anadia

Para mais informações:

Câmara Municipal de Anadia – Rede Social
Centro Cultural de Anadia
T. 231 510 486 / 2

Centro Cultural e Recreativo da Poutena
T. 231 959 724

Centro Social, Cultural e Recreativo de Avelãs de Cima
T. 231 510 240
email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

end faq

Copyright © 2014 MUNICÍPIO DE ANADIA | Desenvolvimento WRC | Design Sigyn